10 Dicas de Economia com o Material Escolar

10 Dicas de Economia com o Material Escolar

back-to-school-2737002_1920Todo ano já começa com nossa saúde financeira adoentada. Afinal, em janeiro já chegam as cobranças de IPVA, IPTU, gastos com material escolar, livros paradidáticos, uniformes, etc. Para não ficar o resto do ano pagando essa dívida, é importante se atentar para todas as economias possíveis – e uma delas é no material escolar. Confira algumas dicas:

1 – Reaproveite. Faça uma lista de todo o material antigo que está espalhado pela casa e veja o que pode ser reaproveitado. Réguas, dicionários, tesouras, mochilas e outros materiais podem ser reutilizados sem nenhum problema. Uniformes podem receber pequenas reformas e, assim como livros, podem ser repassados para irmãos mais novos. Os cadernos também podem ser reaproveitados com uma boa customização na capa. Ajuda no bolso e é mais sustentável! Mas antes, é importante ensinar a seu filho a ser cuidadoso com os seus pertences.

2 – Pesquise preços em lugares diferentes. Confira em lojas físicas e online, bazares, lojas de departamento, etc. Com a internet, ficou ainda mais fácil! Dá para encontrar preços ótimos em lojas que você nem sabia que existiam.

3 – Converse com seu filho. Explique a situação financeira da família, o quanto podem gastar com materiais, planeje as compras junto com ele. É uma ótima oportunidade para uma aula prática de Educação Financeira!

school-supplies-2690530_1920 4 – Compre junto com outros pais. Compras coletivas possibilitam desconto em lojas de atacados e ajudam a negociar preços em papelarias e editoras, por exemplo.

5 – Pechinche na hora da compra e na hora do pagamento. Se for parcelar, procure fazer sem juros. Se for à vista, negocie um desconto.

6 – Evite as marcas. Marcas famosas, com personagens, logotipos e acessórios licenciados aumentam bastante o valor das peças. Para economizar, fique longe delas! Se seu filho quer o conjunto completo de certo personagem, negocie com ele para comprar apenas um produto.

7 – Troque materiais com outros pais. Isso funciona bem com uniformes e livros, que podem ser trocados com amigos, vizinhos, etc. Algumas escolas até incentivam a prática por meio de feiras de trocas.

8 – Compre antes. Deixando para a última hora, você provavelmente vai encontrar preços mais altos por causa do aumento da demanda. Isso sem contar com a possibilidade de ficar sem por falta de estoque. Se possível, compre um ou mais meses antes de começar a época de “volta às aulas”.

draw-1772745_19209 – Compre em partes. Se mesmo assim o orçamento estiver apertado, converse com a escola e verifique o que será utilizado no primeiro semestre. Vá completando a lista ao longo do ano.

10 – Verifique o que não pode estar na lista. Materiais de uso coletivo, higiene ou limpeza não podem estar na lista, assim como taxas de água, luz, etc. A escola também não pode exigir certa marca de material ou que o mesmo seja adquirido em uma loja em específico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale comigo...

Seu e-mail foi enviado com sucesso.

© Copyright 2016.

Todos os direitos reservados.